Idioma: PortuguesEnglishSpanish
Idioma: PortuguesEnglishSpanish

Semana Nacional de Trânsito 2021

Confira o cronograma de 2021; campanhas do Contran conscientizam a sociedade e contribuem para a redução de acidentes

 

“No trânsito, sua responsabilidade salva vidas”. Esse é o tema da Semana Nacional de Trânsito 2021. A campanha acontece anualmente, de 18 e 25 de setembro, com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância de um trânsito mais seguro. Neste artigo você vai ficar sabendo tudo o que o Contran (Conselho Nacional de Trânsito) preparou para promover a reflexão sobre o comportamento diário de cada cidadão em seus deslocamentos. Continue lendo.
 
A Semana Nacional de Trânsito foi instituída pelo CTB (Código de Trânsito Brasileiro) em 1997, visando promover, por meio da conscientização de condutores, ciclistas e pedestres, um trânsito mais seguro. É o momento em que todos os integrantes do SNT (Sistema Nacional de Trânsito) promovem ações de educação e conscientização para a segurança no trânsito.

 

Vidas importam

A frase “No trânsito, sua responsabilidade salva vidas” é obrigatória em todas as peças publicitárias ligadas a produtos da indústria automobilística em 2021, e começou a valer em 4 de janeiro. A nova mensagem deve ser veiculada, obrigatoriamente, nos meios de comunicação social em todas as peças publicitárias destinada à divulgação de produtos da indústria automobilística.
O Contran divulgou que o objetivo da campanha educativa é salvar o maior número de vidas no trânsito. Segundo o Conselho Nacional de Trânsito, o tema deste ano traz a responsabilidade como elemento principal, com a finalidade de levar mais segurança e educação para todos os condutores do país.

 

Campanha educativa

O Conselho Nacional de Trânsito é o órgão máximo normativo e consultivo do Sistema Nacional de Trânsito. Com sede em Brasília, estabelece normas regulamentares para leis de trânsito e elabora diretrizes da Política Nacional de Trânsito. Todo fim de ano, o Contran define o tema básico das campanhas educativas para o ano seguinte. A ideia é a de que as ações possam evitar os acidentes e conscientizar a sociedade sobre um trânsito mais seguro. Em 2020, o tema foi “Perceba o risco, proteja a vida”.

 

 

Com o mote deste ano (“No trânsito, sua responsabilidade salva vidas”), o Contran trabalha a campanha para subsidiar todas as ações voltadas para a segurança viária organizadas pelos órgãos do Sistema Nacional de Trânsito. Dessa forma, a Semana Nacional de Trânsito aposta na conscientização da população sobre a importância da mudança de atitude. Todos os trabalhos evidenciam que cada um é responsável pela segurança de todos. Quando você percebe os riscos e protege a própria vida, você protege também a vida dos demais ao seu redor.

Confira o cronograma de 2021

O Contran trabalha com um cronograma anual de campanhas de conscientização sobre o trânsito.

1 – Janeiro – Em janeiro deste ano, por exemplo, as ações de prevenção foram voltadas para o período das férias escolares. Para marcar os 24 anos de CTB, foi destacado o uso de cinto de segurança e dispositivos de retenção, que são fatores importantes de prevenção de lesões e mortes no trânsito. Caracterizado por ser um período de férias escolares, as campanhas educativas focaram nos cuidados às crianças em deslocamentos nos carros e motos, lembrando a alteração no CTB quanto à idade e altura. Também foi dado enfoque à importância de trafegar com o farol baixo aceso nas rodovias, lembrando as responsabilidades na mobilidade urbana em todos os papéis: pedestre, passageiro e condutor.

2 – Fevereiro – Em fevereiro, o foco foi “Álcool e condução (substâncias psicoativas lícitas e ilícitas)”, com ênfase na suspensão do direito de dirigir a partir do novo CTB e a importância de trafegar com o farol baixo aceso nas rodovias.

3 – Março – A punição para quem comete crimes de trânsito apareceu como tema em março. Por ser comemorado o Dia Internacional da Mulher, destacou-se a importância dos cuidados com as gestantes, envolvidas por um trânsito seguro, sendo elas pedestres, passageiras, condutoras, instrutoras, agentes, policiais ou demais profissionais.

4 – Abril – Em abril, foi a vez de “Motocicleta – Não assuma o risco”. Naquele mês as campanhas lembraram os cuidados que devem ser tomados com a motocicleta (manutenção, importância do uso do capacete e dos equipamentos de segurança).

5 – Maio – Logo em seguida, chegou o “Maio Amarelo: A responsabilidade e o papel de cada um no trânsito”. A campanha foi voltada à utilização das passarelas, faixas elevadas e faixas de pedestres, alertando os condutores para o respeito às sinalizações e cuidados com os vulneráveis no trânsito (em algum momento todos nós o somos), colocando a palavra “Responsabilidade” com destaque para todos os atores sociais envolvidos.

6 – Junho – Quando entrou junho, o foco voltou-se para o “Respeito no trânsito” e a importância de ser parte da solução e não do problema. As campanhas educativas abordaram a relação de violência e conflitos entre os usuários do trânsito, reforçando seu caráter coletivo e a importância de cuidar de si, do outro e do meio ambiente. Destacou-se ainda a necessidade de responsabilidade compartilhada entre pedestres, ciclistas e demais condutores para que todos possam conviver pacificamente nas vias.

7 – Julho – “Motociclista consciente evita acidentes” foi o tema de julho, reforçando a adoção de condutas mais seguras no trânsito e a importância de respeitar as regras para condução de motocicletas. Muito importante também foi a ênfase aos motociclistas entregadores, conscientizando sobre os cuidados básicos com a velocidade incompatível, utilização de celular ao pilotar, dentre outras condutas. O enfoque especial foi para os motociclistas profissionais (mototaxistas e motofretistas). 

8 – Agosto – Em agosto, o Contran escolheu destacar “Pedestres e ciclistas: Campanha de valorização das faixas para pedestres”, reforçando os cuidados que pedestres e ciclistas precisam ter para evitar acidentes. As campanhas incentivam todos os condutores a respeitar o pedestre, assim como os pedestres a procurar sempre a faixa para atravessá-la.

9 – Setembro – “Pedestres e ciclistas: Ver e ser visto” é o tema de setembro. Será destacado que no período noturno há maior risco de acidentes envolvendo os usuários vulneráveis pela dificuldade de visibilidade. As campanhas educativas deste mês vão apontar para a importância de ver e ser visto no trânsito, com enfoque especial nos motociclistas, ciclistas e pedestres, reforçando a necessidade do uso de equipamentos e vestimentas que os tornem mais visíveis. Será trabalhada a empatia, reforçando o papel dos mais fortes em proteger os mais vulneráveis.

10 – Outubro – Em outubro, teremos “Pedestres e ciclistas: O que pode e o que não pode!” e “Uso da cadeirinha”. Será abordada a vulnerabilidade dos pedestres, ciclistas, crianças, bem como pessoas com deficiência e idosos, ressaltando a fragilidade inerente a esses usuários. Em relação aos ciclistas, o objetivo é incentivá-los a escolher rotas mais seguras para a prática do esporte. Serão realizadas campanhas de educação sobre a utilização do celular quando estamos em movimento, quando nos papéis de pedestre e ciclista.

11 – Novembro – Com a proximidade do fim do ano, em novembro, o Contran escolheu o tema “Não deixe marcas que desculpas não apaguem”. Haverá enfoque ainda na manutenção preventiva dos veículos. Trazendo o tema do “Dia Mundial em Memória das Vítimas do Trânsito”, as campanhas levarão a uma reflexão sobre como as lesões e sequelas psicológicas e sociais impactam a vida das vítimas e de seus familiares depois do acidente. Serão reforçadas as dicas e orientações de manutenção preventiva dos veículos nos meses de novembro, dezembro e janeiro, tendo em vista que são meses com maior movimento nas rodovias, por conta dos feriados de fim de ano e das férias escolares.

12 – Dezembro – Para fechar 2021 será a vez de “Festejos em segurança: Os perigos do uso de substâncias psicoativas por condutores”. O destaque especial será para a manutenção preventiva dos veículos. Em decorrência das festas de fim de ano, serão alertados motociclistas e demais condutores sobre os riscos de pilotar ou dirigir após consumo de substâncias psicoativas lícitas e ilícitas. Promoção de ações integradas com a fiscalização, tendo em vista que no fim de ano há maior movimento nas rodovias, por conta dos feriados e das férias escolares. Haverá campanha de educação sobre a utilização do celular quando estamos em movimento, nos papéis de pedestre/ciclista/condutor.