Idioma: PortuguesEnglishSpanish
Idioma: PortuguesEnglishSpanish

Saiba como consultar os débitos do seu veículo

Consultar os débitos relacionados ao veículo é uma maneira simples de conseguir organizar as pendências, evitando que a regularização do carro ou moto seja comprometida. Isso funciona tanto para quem pretende comprar um automóvel novo ou para aqueles que não têm certeza se já pagaram as contas que precisavam ser quitadas.

Muitos motoristas acabam por ser pegos de surpresa com multas ou impostos que estão atrasados. Por isso, neste artigo indicamos a maneira correta de conferir os débitos veiculares e, consequentemente, estar sempre preparado para quitar as dívidas antes que elas se tornem uma dor de cabeça.

Como ter acesso ao débito veicular?

Para que o motorista possa ter acesso aos débitos relacionados ao veículo, bem como às restrições referentes a ele, será preciso entrar no site do Detran do seu respectivo estado. Assim, haverá a necessidade de preencher o número da placa e do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) do automóvel.

De uma maneira geral, o site de cada Detran é intuitivo e disponibiliza informações completas, informando acerca de débitos, restrições, vistorias e, até mesmo, um histórico completo de furto e roubo. Assim, fica muito mais fácil conseguir informações relevantes sem a necessidade de sair de casa.

Caso ainda queira mais uma opção, é possível acessar o site da PRF, sendo necessário, da mesma maneira, inserir o número da placa e do Renavam.

Carros com pendências judiciais

No Brasil, existe um sistema chamado Renajud. Ele foi criado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), interligando o Poder Judiciário e o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), fazendo com que seja permitido conciliar consultas e envios em tempo real. As informações que estão disponíveis são:

  • a base de dados do Registro Nacional de Veículos Automotores;
  • as ordens judiciais e restrições de veículos, incluindo aqueles referentes à penhora, de pessoas condenadas em ações judiciais.

O não pagamento de financiamento, bem como o envolvimento em processos de divisão e herança, também podem ser considerados restrições judiciais. Por isso, o ideal é ter muito cuidado e ficar atento aos prazos de pagamento para evitar maiores cobranças e, consequentemente, maiores dificuldades para a regularização do veículo.

Veículos roubados e sinistro

Tomando como base informações repassadas pela assessoria de imprensa do Denatram, caso um veículo tenha passado por um sinistro de média ou grande monta, será preciso que conste no campo “observações” do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) a informação referente ao processo.

Isso deve ser realizado porque o carro recuperado de maneira legal precisa ter um Certificado de Segurança Veicular. A sua existência também deve constar no campo de “observações”. A média monta pode ser definida como um veículo sinistro afetado em seus componentes mecânicos e estruturais, onde há a necessidade de substituição de equipamentos de segurança.

Já na questão de sinistro de grande monta, faz-se referência a uma perda total.

Como consultar débitos de veículos roubados?

Diante de uma grande solicitação para gerar informações acerca de veículos roubados, a Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça desenvolveu um aplicativo de cunho gratuito. Assim, as placas podem ser consultadas com muita facilidade. Veja, abaixo, o passo a passo para utilizá-lo:

  • primeiro, é necessário baixar o aplicativo Sinesp Cidadão por meio da Play Store ou na App Store;
  • em seguida, o aplicativo instalado deve ser aberto e o usuário precisa clicar em “veículos”;
  • preencha os campos da placa do seu veículo, incluindo letras, números e, para finalizar, clique no botão “checar situação”;
  • uma mensagem acerca do carro será exibida na tela, informando se o veículo foi, ou não, roubado.

Como consultar o IPVA?

Este é um tributo cobrado pelo Departamento de Trânsito do Estado (Detran), o qual também se mostra responsável por fiscalizar cada um dos veículos. Os preços podem variar de acordo com as alíquotas.

Para que a situação seja facilitada e tanto o valor e o boleto do seu IPVA possam ser acessados, é necessário que o proprietário do veículo acesse o portal do Detran ou vá até o site da Secretaria de Estado da Fazenda. Assim, com a consulta dos débitos em mãos, será possível pagá-las de maneira adequada, voltando a regularizar a situação do veículo.

O que acontece se o IPVA não for pago?

Diante de um atraso, o proprietário do veículo deverá receber uma notificação. Dessa maneira, caso ele siga atrasando o pagamento do automóvel, receberá uma pequena multa, fazendo com que os juros corram a cada dia de atraso. Atualmente, o limite da multa é de 20% do valor total.

No entanto, se o veículo for apreendido, o proprietário precisará regularizar toda a situação para que o veículo seja removido do pátio do Detran. De antemão, é válido ressaltar que o veículo não pode ser apreendido pela ausência de pagamento do IPVA, mas poderá ser levado pela ausência de seu licenciamento anual.

Caso o não pagamento venha a se prolongar, o proprietário acabará ficando com o nome negativado na Dívida Ativa. Sendo assim, a prestação de concursos públicos e financiamentos futuros poderão ser completamente impedidos, atrapalhando, e muito, no desenvolvimento pessoal do indivíduo.

Descontos por estado

Em 2020, o Detran acabou permitindo que o parcelamento de multas, IPVA e DPVAT fossem uma realidade. Dessa maneira, os débitos em atraso podem ser parcelados em até 12 vezes no cartão de crédito. Confira, abaixo, os valores de descontos à vista:

  • 3% de desconto: Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo
  • 5% de desconto: Espírito Santo, Mato Grosso, Rio Grande do Norte
  • 7% de desconto: Pernambuco
  • 10% de desconto: Acre, Alagoas, Bahia, Maranhão, Paraíba, Rondônia, Sergipe, Tocantins
  • 15% de desconto: Mato Grosso do Sul, Piauí
  • 20% de desconto: Amapá
  • 30% de desconto: Amazonas
  • Não há desconto: Roraima, Santa CatarinaFonte: https://catracalivre.com.br/economize/ipva-saiba-como-ter-desconto-e-pagar-menos/

Parcele seus débitos veiculares com a Zignet

Se você está pensando em parcelar os seus débitos veiculares para regularizar a sua situação, conte com a Zignet. Pelo site, você pode pagar multas, IPVA, Seguro DPVAT, DUDAS e outros no conforto da tela do seu celular.