Parcelamento de Multas de Trânsito

A ZIGNET É CREDENCIADA OFICIAL DO DENATRAN

A Resolução Nº 736 do CONTRAN, de 05 de julho de 2018, altera a Resolução nº 619, de 6 de setembro de 2016, que estabelece e normatiza os procedimentos para a aplicação das multas por infrações, a arrecadação e o repasse dos valores recebidos, para dispor sobre o pagamento parcelado de multas de trânsito. É um programa (credenciado pelo Denatran) de parcelamento de débitos do Detran via cartão de crédito, em até 12 vezes. O projeto busca reduzir o número inadimplentes com o Detran em todo território nacional e permite que os usuários quitem os débitos de maneira

Mas quais são os benefícios desse sistema?

Para a Administração Pública

  • A viabilização de uma nova forma de recebimento e de recuperação do passivo;
  • Fomentar a arrecadação prevista e não consolidada;
  • Proporcionar ao cidadão atendimento presencial e/ou on-line, qualificado e especializado, em ambiente do órgão e postos de atendimento autorizados pelo Detran, propiciando alívio aos servidores e geração de receita.

Para o Cidadão

  • Modernização do processo de recebimento e negociação de débitos ofertados pela Administração Pública;
  • Proporcionar condições de regularização dos débitos, sem dispor de recursos financeiros de imediato.
  • Pagamento facilitado também na opção de débito, ou parcelado no cartão de crédito, em até 12 vezes,conforme condições legais, inclusive utilizando cartões de terceiros ou familiares;
  • Atendimento presencial e/ou on-line especializado.

Parcelamento On-line

Para facilitar a vida do cidadão que pretende quitar os débitos com o Detran e evitar filas, é possível realizar o pagamento on-line pelo computador, tablet ou smartphone. Nesta modalidade, o pagamento só pode ser realizado no cartão do proprietário do veículo

Quais são os tipos de débitos que poderão ser parcelados?

Conforme determina a Resolução N° 736 do CONTRAN, poderão ser parceladas MULTAS e DEMAIS DÉBITOS RELACIONADOS À VEÍCULOS. Assim, cada órgão que tem seus débitos lançados no cadastro do veículo indicarão suas adesões, podendo englobar multas, débitos administrativos, IPVA, diárias de depósitos, seguro DPVAT, e outros.

Como funciona?

Basta o cidadão dispor de um ou mais cartões de crédito que possuam limite sufciente para pagar seus débitos. Caso o cidadão não tenha limite ou cartão, ele pode recorrer a terceiros ou familiares que compareçam a uma das unidades de atendimento e concordem em realizar o pagamento utilizando cartão, mediante senha e disponibilidade de limite. Para quem optar pelo pagamento via site, não será permitido pagamento com cartão de terceiros.

Quem pode parcelar?

O cidadão que dispor de um ou mais cartões com limite sufciente para realizar a quitação do débito selecionado, ou cartão de terceiros e familiares que, neste caso, se dirijam a uma unidade de atendimento autorizada pelo Detran, acompanhados do proprietário do veículo para autorizar mediante inserção de cartão, uso de senha e assinatura de termo de ciência.

Quais documentos são liberados?

O parcelamento apenas proporciona de imediato a emissão do CRLV e liberação de veículo, caso não haja mais nenhum impedimento legal ou fnanceiro. Em caso de transferência de veículo é necessário aguardar compensação bancária para emissão de documento em nome do novo proprietário.

Quais os tipos de cartões e em quantas vezes posso parcelar?

O parcelamento será disponibilizado inicialmente para cartões de bandeira ELO, MASTER e VISA e acrescidas de taxas de serviço conforme modalidade escolhida: débito, crédito à vista e crédito parcelado de 2 a 12 vezes.

Pagar com cartão nos postos do detran é prático. E ainda mais pagando on-line, no conforto de sua casa.

Pague com cartão e regularize na hora, sem necessidade de aguardar a compensação bancária.

Parcele tudo em até 12 vezes, utilizando mais de um cartão, inclusive de familiares. Escolha a parcela que cabe no seu bolso!

Conte com uma empresa credenciada pelo Denatran que atende aos padrões internacionais de segurança de dados.


nº 80000.020990/2018-79 - PORTARIA Nº 186, DE 25 DE JULHO DE 2018 - DOU