Idioma: PortuguesEnglishSpanish
Idioma: PortuguesEnglishSpanish

Descubra o passo a passo para regularizar o seu carro novo

Carro 0Km deve ser registrado no Detran mais próximo em até 30 dias após a concessionária emitir a nota fiscal; saiba quais são os documentos necessários e como fazer

Sonho realizado. Comprou um carro novo? Então, é hora de licenciar e regularizar o seu veículo 0Km. Mas não se preocupe. Se você seguir o passo a passo que listamos neste artigo, todo o processo será bem simples. Mas atenção: Seu carro novo deve ser registrado no Detran (Departamento de Trânsito) mais próximo em até 30 dias após a concessionária emitir a nota fiscal. Feito isso, você terá o CRV (Certificado de Registro do Veículo). 

A boa notícia é que comprar um carro zero não precisa ser sinônimo de gastos a mais na hora de tirar o primeiro documento do seu veículo. Você pode economizar uma grana, dispensando o auxílio de um despachante. A primeira coisa a fazer para registrar o seu carro novo é realizar a solicitação do serviço em uma unidade de trânsito do município de domicílio. Calma. Você não precisa se deslocar ou enfrentar fila. Isso pode ser realizado pela internet. 

Lembramos que as informações reunidas aqui referem-se às exigências do Detran para o Estado de São Paulo. Isso significa que alguns prazos e documentos podem variar, de acordo com a sua localidade, OK?

 

Cinco passos para regularizar seu veículo 0km

1 – Quem ainda não pagou IPVA, DPVAT e taxa de registro

Para registrar um veículo zero é necessário:

. RG (Registro Geral/Carteira de Identidade) ou CNH (Carteira Nacional de Habilitação)

. Comprovante de Residência

. Decalque do número do chassi

. Nota Fiscal do Fabricante

. Nota Fiscal da Revenda

Esses documentos devem ser digitalizados do original, caso a solicitação seja realizada via internet, e apresentados em versão original e cópia para procedimento em unidades de trânsito.

 

. Solicitação de maneira presencial – Você deve passar pela triagem para verificação da documentação. Após essa etapa, o formulário Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores) será preenchido, e serão geradas as guias de IPVA (imposto pago sobre veículos automotores), DPVAT (um seguro obrigatório que cobre acidentes de trânsito) e taxa de registro.

. Pela internet – Basta preencher a solicitação para registro de veículo 0km e anexar os documentos necessários. As fotos devem ser digitalizadas e enviadas em PDF com informações legíveis dos documentos originais. Cada arquivo não pode ultrapassar 3MB. O retorno da solicitação via internet pode durar cinco dias úteis, quando você receberá as guias para pagamento do IPVA, DPVAT e taxa de registro.

 

2 – Pagar as guias

Até aqui, tudo bem simples, né? O próximo passo, após a emissão das guias, é o pagamento desses documentos, que deve ser realizado em agências bancárias conveniadas. Os valores atualizados de cada taxa para o Estado de São Paulo estão no site do Detran.

 

3 – Apresentar os comprovantes de pagamento

Quem não gosta de fazer esses procedimentos pela internet, ou seja, prefere resolver tudo presencialmente, deve levar todos os documentos, originais e cópias dos comprovantes de pagamento para finalizar o processo de registro do veículo novo. Um prazo será dado para o recebimento do CRV e CLRV (Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo), que costuma ser de dois a sete dias, dependendo do local de residência. Se a documentação estiver correta, você receberá um e-mail com a numeração da autorização de estampagem para o emplacamento do veículo e o código de segurança do CRV. O CRV deverá ser retirado em uma das unidades do Detran, de acordo com o prazo indicado no e-mail. No momento da retirada, todos os documentos digitalizados e enviados por e-mail deverão ser apresentados.

 

4 – Emplacar

Agora que você está com o CRV ou a numeração de autorização da estampagem em mãos, chegou a hora de realizar o emplacamento em uma das empresas estampadoras de placas credenciadas. Não é complicado. Leve o seu veículo, o CRV ou numeração de autorização a uma dessas unidades e realize o serviço. E claro: pague diretamente à empresa escolhida.

 

5 – Imprimir o licenciamento digital (CLRV-e)

Reta final. Hora de fazer o download do documento pelo portal do Detran, por meio do aplicativo CDT (Carteira Digital de Trânsito) ou site do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), informando alguns dados para acesso. Para a impressão é necessário utilizar folha A4.

 

Diferença entre CRLV e CRV

Para quem é motorista de primeira viagem pode parecer complicado. São tantas siglas parecidas, né? Geralmente, CRLV e CRV são as que mais confundem as pessoas. O CRLV, ao contrário do CRV, vence anualmente. Já o CRV não tem prazo de validade. Mas nos seguintes casos é necessário expedir um novo certificado de registro:

. Quando houver transferência de propriedade;

. Quando o proprietário mudar de município de domicílio ou residência;

. Quando alguma característica do veículo for alterada;

. Quando houver mudança de categoria no veículo.

Outra diferença é que o CRLV é um documento do carro de porte obrigatório.

 

O que você não pode esquecer 

Licenciamento

Sem o CRV, você não vai poder colocar o pé na estrada. Só com esse documento é possível fazer o emplacamento e dar entrada no Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo, documento de porte obrigatório. A partir daí o seu carro novo será incluído na base de dados do Detran e no Renavam, que é uma espécie de CPF de automóveis.

 

Emplacamento

De posse do CRLV, você terá também o número da placa do seu carro. Os valores para registro e emplacamento variam de acordo com os Detrans de cada estado. Detalhe: É possível personalizar sua placa, pagando uma taxa extra.

 

IPVA e DPVAT

Ainda durante o processo, você ficará sabendo quanto vai pagar de IPVA e DPVAT.

 

Documentos exigidos

Para concluir todo o processo de regularização do seu carro novo, você precisará apresentar documentos básicos:

. Original e cópia do RG, CPF e CNH;

. Cópia de comprovante de residência;

. Nota fiscal original da concessionária com decalque do chassi;

. Duas cópias do formulário do Renavam preenchido.

 

Regularizar anualmente

É importante lembrar que anualmente você precisa regularizar o IPVA, DPVAT e licenciamento. O valor do IPVA varia de acordo com o estado, modelo e ano do veículo. 

Acompanhe os nossos artigos e deixe sugestões. O nosso objetivo é sempre organizar dicas úteis para mantê-lo bem informado.

 

Parcele em até 12 vezes com a Zignet

Quer regularizar os débitos do seu veículo ?  Simule online e divida o débito em até 12 vezes. Acesse:

https://parcelamento.zignet.com.br/