Idioma: PortuguesEnglishSpanish
Idioma: PortuguesEnglishSpanish

Conheça as 5 melhores práticas de direção defensiva

Dicas para diminuir drasticamente os riscos nas estradas ou rodovias, mesmo dirigindo sob mau tempo ou quando ocorrem erros de outros condutores

Você sabe quais as melhores práticas de direção defensiva? Neste artigo vamos destacar os cinco elementos essenciais para uma direção segura, evitando os riscos do trânsito, ou seja, prevenindo circunstâncias perigosas. É claro que a maioria dos motoristas sabe que direção defensiva são aquelas habilidades, técnicas e estratégias que ajudam o condutor de veículos a se proteger de acidentes. E esses acidentes podem ser causados por lapsos, desatenções ou agressividade ao volante. 

Mas a direção defensiva também exige compreender as leis de trânsito e saber como se prevenir das más condições das vias ou intempéries climáticas. Seguindo os cinco elementos da direção defensiva é possível diminuir drasticamente os riscos nas estradas ou rodovias, mesmo dirigindo sob mau tempo ou quando ocorrem erros de outros condutores.

 

Confira os 5 elementos da direção defensiva

1 – Respeitar a lei

Pode até parecer desnecessária, mas é umas das práticas mais importantes. Respeitar as normas de trânsito, manter boas práticas ao volante, são mais do que regras. Coisas simples como: 

. Dirigir abaixo do limite de velocidade da via;

. Parar nos semáforos;

. Seguir corretamente nas faixas de rodagem. 

Essas posturas são a primeira linha de proteção contra acidentes.

 

2 – Contar três segundos

Conhecida como Regra dos Três Segundos, nada mais é do que a distância que o condutor deve manter do veículo à frente. Muito simples: o motorista deve converter espaço em tempo. Basta contar três segundos entre o nosso veículo e o veículo à nossa frente. E a explicação também é simples: Levamos 1,5 segundo para notar qualquer objeto que possa ser perigoso para nós, e outro 1,5 segundo para reagir e parar o veículo.

 

3 – Reduzir as distrações

Uma das formas mais importantes de prevenir acidentes é reduzir as distrações. Cuidados básicos, entre eles:

. Não usar o celular ao volante;

. Posicionar o GPS de forma a não ter que tirar os olhos da estrada;

. Garantir junto aos demais passageiros que não haverá agitações e alterações dentro do veículo.

 

4 – Manter distância dos “estressados”

Quem ainda não encontrou um motorista estressadinho? Pois é. Não pense duas vezes. Diminua a velocidade e deixe que ele vá embora. Os estressados, via de regra, são motoristas agressivos. Entrar em disputa com eles é a fórmula da tragédia. Raiva, cólera e ego são comportamentos perigosos em qualquer situação, principalmente no trânsito.

 

5 – Certificar-se de ser visto

Não se iluda. Nem sempre todos os outros motoristas dirigem com segurança, ou estão vendo a presença de outros veículos. Por isso mesmo, a direção defensiva envolve a atenção do condutor. Garanta que os outros motoristas ao redor vejam você, tenham a chance de antecipar seus movimentos e saibam que ele está por perto.

 

O corpo fala

Para praticar a direção defensiva as condições precisam ser as mais adequadas. O ideal é que você fique com os braços e as pernas ligeiramente dobrados e com as costas no encosto (ângulo próximo a 90 graus). Sentir-se confortável e ter clara visibilidade, por meio de todos os espelhos, é fundamental. Estique os braços em direção à frente do carro. Seu pulso deve tocar o alto do volante sem dificuldade – ajuste a posição do banco um pouco para a frente, se for necessário, proporcionando mais agilidade nas manobras.

 

Itens de segurança

Ninguém quer sofrer um acidente, certo? Então, é melhor prevenir do que remediar. Mantenha os itens de segurança em boas condições:

. Cinto para todos os ocupantes;

. Freios;

. Estepe e triângulo de sinalização devem ser regularmente checados.

 

Atenção às situações climáticas

. Direção defensiva na chuva – Chuva é sinônimo de pouca visibilidade e redução da aderência dos pneus na pista, devido ao contato da água com o óleo acumulado no asfalto. Não corra riscos. A visibilidade cai e aumenta o risco de aquaplanagem. Chuva de granizo? Pare o veículo imediatamente em local seguro.

 

. Direção defensiva na neblina – A primeira coisa a fazer é acender a luz baixa do farol (e o farol de neblina, quando houver). Aumente também a distância do veículo à frente e reduza a velocidade. O farol alto não deve ser acionado.

 

. Direção defensiva em dias de ventania – Dica: Observe o movimento da vegetação às margens da via. O que fazer? Reduza a marcha do motor. Isso pode ajudar bastante na estabilidade do veículo.

 

. Direção defensiva em situação de fumaça – Além de reduzir a velocidade, acione a luz baixa do farol e, quando entrar na fumaça, não pare o veículo (para evitar colisões dos veículos que vêm atrás).

 

Manutenção do veículo

A manutenção das peças de qualquer veículo é fundamental para minimizar o risco de acidentes de trânsito. Faça uma lista de checagem: 


. Nível de óleo de freio, do motor e de direção hidráulica (quando houver);

. Óleo do sistema de transmissão (em veículos de câmbio automático);

. Água do radiador e do limpador de para-brisa;

. Palhetas do limpador de para-brisa;

. Desembaçadores;

. Faróis (verificar luzes baixa e alta);

. Lanternas dianteiras e traseiras, luzes indicativas de direção, luz de freio e luz de ré;

. O estado dos pneus.

Vamos resumir o básico sobre direção defensiva

– Manutenção periódica do veículo

– Verificar o estado dos pneus

– Verificar as condições do cinto de segurança

– Usar o cinto de segurança de forma correta

– Ter cuidados extras com as crianças

– Verificar a suspensão do veículo

– Examinar a direção

– Checar sempre os freios

– Achar uma posição confortável para dirigir

– Não colocar objetos obstruindo a visão dos retrovisores

– Reduzir a velocidade

– Manter o foco e a concentração

– Não dirigir, se ingeriu bebida alcoólica ou usou substâncias psicoativas  

– Evite dirigir após discussões ou perdas

– Nunca dirija com sono

– Ter um bom comportamento no trânsito

– Não transportar animais e objetos soltos

– Dirigir em velocidade compatível com a da via

– Diminuir a velocidade em curvas

– Não andar em ponto morto em declives nem desligar o motor

– Não ultrapassar em locais proibidos

– Pensar muito (e calcular o risco) antes de fazer ultrapassagem

– Reduzir a velocidade, quando houver obstáculos

– Não frear quando passar por buracos

– Não estacionar na calçada

– Reduzir a velocidade em caso de chuva

– Usar farol baixo, em caso de neblina 

 

Parcele em até 12 vezes com a Zignet

Quer regularizar os débitos do seu veículo ?  Simule online e divida o débito em até 12 vezes. Acesse:

https://parcelamento.zignet.com.br/